Anotações Caneta PapelQuando se chega a conclusão de que estamos gastando de mais, o certo a fazer é colocar todas as despesas no papel, isso serve para termos a noção de quanto gastamos e no que estamos nos excedendo. Também pode ser feita uma planilha no Excel, no site da Bovespa podemos encontrar uma planilha de orçamento pessoal que ajudará a organizar os gastos. Tendo relacionado todas as contas e seus valores, podemos assinalar quais dívidas podem ser renegociadas e quais podem ser cortadas. Geralmente o mais cortado, infelizmente, é o lazer. Mas isso é passageiro, logo quando recuperar seu orçamento o lazer poderá voltar.

Comer fora de casa, happy hour, cinema, barzinhos e baladas são coisas muito agradáveis, mas que pesam no bolso se fizer as contas. Quando se quer economizar é bom moderar ou até cortá-los. Se possível, livre-se do cartão de crédito, ele é o mais frequente causador de dívidas. É duro, mas lembre-se que colocar o orçamento nos eixos exige um certo esforço.

Se tiver um cônjuge, deixe-o a par da lista de gastos para que não haja discussões caso alguém se exceda. Esconder a condição financeira da família gera muitos aborrecimentos e desentendimentos. Os filhos também tem que estar cientes da situação financeira da família. Todos podem ajudar na contenção de gastos.

Crie regras e as obedeça, você poderá criar seu próprio jeito de economizar. O que está escrito nas revistas e sites sobre o assunto economia são apenas exemplos do que pode ser feito, talvez não sirvam para todo mundo, mas você pode adequar as suas necessidades e melhor, pode criar e suas próprias maneiras de economizar.

Torneira AbertaSair do negativo pode demorar. Por mais que as atitudes certas comecem a ser feitas o resultado pode tardar a aparecer, mas nem por isso pode deixar de ser feito. Não se deve esperar as dívidas se acumularem mais ainda. O ideal é jamais gastar mais do que se ganha e viver de acordo com seu nível, nunca a mais, mas se isso já aconteceu a melhor atitude é tentar se recuperar o quanto antes.

Justamente por ser um longo caminho, muitas vezes o desanimo dá as caras, mal nos recuperamos e já estamos prestes a entrar no vermelho novamente. Se isso acontecer lembre-se do tormento que é estar endividado, das noites de sono perdidas, dor de cabeça, dores no estomago, do mal humor e irritação devido as preocupações que teve por causa das dívidas, isso sem dúvida o ajudará a continuar economizando. Se livrar das dividas é trazer para si um pouco mais de paz.

O dinheiro que não vemos

Na verdade, acabamos tomando conhecimento de todo dinheiro que gastamos, mais cedo ou mais tarde, mas o que está em questão é o dinheiro que gastamos sem perceber. Isso acontece principalmente com os gastos domésticos. Não sabemos quanto custam os vinte minutos que ficamos a mais debaixo do chuveiro elétrico, nem a água que gastamos deixando a torneira aberta ao escovar os dentes ou lavar a louça e nem quanto custam os pingos que caem de uma torneira mal fechada. Tudo isso, de qualquer forma, irá refletir no bolso. Mesmo que esses valores sejam pequenos, quando somados, poderão ser significativos. Exemplo de dinheiro que é gasto sem percebermos:

  • Televisão ligada sem ninguém assistindo. Televisão no stand by.
  • Computador ligado sem ninguém usar, ou a noite inteira para fazer downloads.
  • Torneira e chuveiro pingando.
  • Banho prolongado.
  • Lâmpadas acesas quando há a luz do sol.
  • Lâmpadas incandescentes.
  • Dormir com a luz acesa.
  • Ir de carro para onde se pode ir a pé.
  • Abrir a geladeira a todo o momento, ou abri-la pra ficar pensando na vida.
  • Ferro de passar roupa ligado sem ser utilizado ou passar apenas uma peça de roupa por dia.
  • Ligações de celular dentro do horário comercial, as ligações fora do horário comercial (das 08:00 as 18:00) custam mais barato.
  • Tv a cabo com pacotes de canais que você nem assiste.

Quando se trata de economia não devemos ignorar certos gastos, nenhum valor é insignificante, tudo é dinheiro.

Topo